segunda-feira, 22 de agosto de 2016

O Terceiro Congresso Eucarístico de Santarém (1980)



O Terceiro Congresso Eucarístico de Santarém foi realizado no período de 20 a 22 de junho de 1980. O tema central deste evento foi “A Eucaristia e o Migrante”. Novamente, a Praça de São Sebastião serviu como palco de realização deste evento.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

O Segundo Congresso Eucarístico de Santarém (1974)



Entre os dias 12 e 15 de dezembro de 1974, aconteceu o Segundo Congresso Eucarístico de Santarém. Na primeira noite do Congresso aconteceu uma procissão luminosa de abertura com os cristãos dos diversos bairros convergindo para o encontro fraternal na Praça de São Sebastião (vide foto).

O Dentista Dr. Charles Platon em Santarém – 1931

Uma das propagandas de diversos dentistas que atendiam na cidade de Santarém no início do século XX. Trata-se do dr. Charles Platon que oferecia seus serviços na cidade de Santarém, no ano de 1931.


Alter do Chão e o Turismo como fonte de riqueza – 1971

Santarém, para gaudio de seus filhos, mereceu da natureza muita prodigalidade, aquinhoando-a com um dos mais belos recantos dessa imensa Amazônia, que não nos fartamos de afirmar que também é Brasil e, graças a Deus, está sendo integrada ao resto do plano de desenvolvimento nacional. Não sabemos, entretanto, aproveitar muitas das suas riquezas que, certamente, representam enormes fontes de divisas para a economia municipal. Vejamos, por exemplo, o Turismo: possuímos os mais belos recantos, as mais belas praias, lugares pitorescos, entre os quais destacamos a bucólica Vila de Alter do Chão com suas belas praias e o seu Lago Verde, onde, segundo os mais antigos, ainda se encontram os famosos muiraquitãs.

O Campo de Golfe de Fordlândia em 1941

Os encarregados das possessões de Henry Ford, que vinham dos Estados Unidos para morar em Fordlândia, tinham alguns confortos da vida que tinham em seu país natal, um deles era o campo de golfe feito para os momentos de descontração, localizado próximo à Vila Americana, para alegria dos norte-americanos.


Momento poético: Sonetos A.B.C. (Parte III)

Por Augusto Lopes

Creio nas rosas que por mim colhestes,
Creio nas juras que por mim jurastes,
Creio nos sustos que por mim tomaste,
Creio no tempo que por mim perdeste.

Creio na luta que por mim venceste,
Creio nas preces que por mim rogaste,
Creio nos sonhos que por mim sonhaste,
Creio nas dores que por mim sofreste.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

O Primeiro Congresso Eucarístico de Santarém (1960)


Na foto: Altar do primeiro Congresso Eucarístico, montado na Praça Rodrigues dos Santos.

No período de 14 a 18 de dezembro de 1960, realizou-se, com excepcional brilhantismo, o nosso primeiro Congresso Eucarístico, que seguiu, resumidamente, a seguinte programação:

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Momento poético: Sonetos A.B.C. (Parte II)

Por Augusto Lopes

Beijei-te a mão, litúrgica, divina,
Beijei-te a face, alvinitente e pura,
Beijei-te a boca, rósea, pequenina,
Beijei-te o seio de opalescente alvura.

Beijei-te os olhos, cor da noite escura,
Beijei-te os lábios, rubros de cravina,
Beijei-te alfim, a tua formosura,
Beijei-te a trança delicada e fina.

O Falecimento do Jogador Quinino – 1928

A traiçoeira e inexorável Parca, no seu afã incansável de ceifar as criaturas, acaba de roubar do seio carinhoso de seus queridos genitores e do convívio amistoso dos companheiros de “tropa”, onde era estimadíssimo e acatado pelo seu valor incontestável de futeboler [sic] disciplinado e correto, o infortunado jovem Raymundo Barbosa, conhecido nas rodas desportivas por QUININO – esse simpatizado player do popularíssimo e querido SANTA CRUZ SPORT CLUB, de cuja primeira turma era, sem exagero, uma das figuras que se destacavam não só pela constância de verdadeiro escravo do belo e incomparável jogo bretão, mas também pela lealdade desportiva com que tratava os seus rivais nas pelejas fragorosas em que tomava parte saliente.

Memória da Propaganda: Mercearia Cravo Roxo – 1925

Um dos estabelecimentos comerciais do Bairro da Aldeia, funcionando no lugar do “Antigo Mercadinho”, no ano de 1925, assim oferecia sua propaganda aos seus clientes a Mercearia “Cravo Roxo”:


A Feira Livre em Santarém no ano de 1939

Por iniciativa de nossas autoridades municipais e policiais será efetuado no próximo sábado, dia 1º de abril, uma feira livre, a fim da população santarena poder comprar por preços atrativos os gêneros de primeira necessidade.

sábado, 6 de agosto de 2016

O Litoral Santareno numa manhã de 1972

Vista das embarcações sobre o rio Tapajós em frente à cidade de Santarém, numa manhã de cheia em 1972. Ainda não existia a Avenida Tapajós e o imponente “Castelo” ainda dominava a paisagem de quem passava pela orla da encantadora Pérola do Tapajós.


Momento poético: Sonetos A.B.C. (Parte I)

Por Augusto Lopes

Amo dos prados, as flores mimosas,
Amo das matas o eternal verdor,
Amo das ondas, o vago rumor,
Amo do tempo as noites primorosas.

Amo da glória a desejada cor,
Amo da tarde, as sombras vaporosas,
Amo do céu, as estrelas formosas,
Amo do mundo, os momentos de amor.

Uma curiosa estatística do Cinema em Santarém – 1930

Em 1930 foram exibidos nos cinemas locais – OLYMPIA e VICTORIA – 192 filmes das seguintes procedências:
Norte americana, 170;
Alemã, 9;
Brasileira, 2;
Procedências diversas, 11;
(divididos em um total de 1449 partes).

Memória da Propaganda: Casa de Saúde de São Sebastião – 1971

De propriedade do médico Dr. Waldemar Penna, a Casa de Saúde São Sebastião era uma referência regional em diversos campos da medicina na cidade de Santarém. Localizava-se em um edifício que a sanha do tempo botou abaixo.


Quando a Comarca de Santarém ficou dois anos sem Juiz de Direito – 1843

O Ministro da Justiça sofreu na Câmara dos Deputados, na sessão de 8, uma violentíssima acusação que lhe fez o senhor Barros Pimentel. Segundo este deputado, o fato é tal que prova evidentemente a demência, de quem o praticou: foi violação manifesta de um artigo da Constituição; foi nada menos que demitir um magistrado do seu lugar, que foi o bacharel Antônio Thomaz de Godoy. Era este bacharel Juiz de Direito da Comarca de Jequitinhonha e foi mudado para a de Santarém: mas o Ministro da Justiça considerou este lugar como abandonado e assim demitiu aquele bacharel. Horresco referens!

Uma adesão política em Boim, rio Tapajós – 1971

Não é somente em nosso tempo que as mudanças políticas partidárias se tornaram comuns e constantes, inclusive entre as lideranças do interior do município de Santarém.


Os comícios políticos em São José e Belterra – 1946

À noite (de 24 de dezembro), dirigiram-se os caravaneiros, acompanhados das vibrantes correligionárias da Legião Feminina Magalhães Barata, do amigo dedicado e sincero que é Abemor Comarú e membros do Diretório Municipal, à Colônia de São José, 24 quilômetros distante da cidade de Santarém, onde ouvimos a Missa do Galo e realizamos, antes, animado comício na praça pública, delirantemente aplaudido por todos os colonos que ali se achavam.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Uma vista do litoral Santareno em 1948

Registro fotográfico publicado no Álbum do Centenário de Santarém, no ano de 1948. Além das embarcações atracadas na praia em frente da Matriz, pode-se ver quatro dos prédios que ornavam a orla santarena de então: a Garapeira Ipiranga, o Centro Recreativo, o Tapajós Bar e a Usina de Luz e Força (hoje Mercado Municipal Modelo). Acervo ICBS.


Momento Poético: Por causa de ti...

Por João Luís Colares Sarmento

Estes teus olhos de lua
Que brilham toldando a minha visão.
Estes teus braços de seda
Que apertam meu corpo na escuridão.
Este teu riso espoucado
Tirando-me a zanga que tento mostrar.
Este teu cheiro de mato
Que invade meu quarto ficando no ar.